Status

Nome: Boys Like Girls Brasil
No ar desde: 26/04/2008
Versão: 6.0
URLs: boyslikegirls.com.br
boyslikegirlsbr.com
blgbr.com
HTML/Layout: Talitha
Navegador: Google Chrome
Online:




Curta o BLGBR no Facebook!


Elite Afiliados


Turnê

Nov 15 - Eugene, OR
Nov 16 - Nashville, TN
Nov 17 - Birmingham, AL
Nov 21 - Canton, OH
Dez 08 - Kansas City, MO
Dez 10 - Buffalo, NY
Dez 14 - Rochester, NY


Para mais informações, clicar aqui.

Disclaimer

O Boys Like Girls Brasil, bem como sua equipe, não tem vínculo algum com a banda ou sua gravadora. É um site feito de fãs para fãs, sem fins lucrativos e qualquer contato com a banda deve ser feito diretamente pelo site oficial, twitter ou página no Facebook.

Claimer

Todo o conteúdo disponibilizado no site é propriedade do Boys Like Girls Brasil, a não ser que sejam dados os devidos créditos. Pedimos que, caso postada qualquer notícia divulgada aqui antes, nos dê créditos.

Vídeos e entrevista: TWIST
Postado em 05 Aug 2012 por Talitha


Os garotos da banda Boys Like Girls, Martin Johnson e Paul DiGiovanni, passaram pelo escritório da TWIST recentemente para conversar sobre seu cd novo, suas inspirações musicais e sua turnê nova! Enquanto estiveram aqui, eles se divertiram dando uma olhada na nossa edição de Agosto e rindo na página How Embarrasing*. Martin e Paul também fizeram uma performance acústica da nova música "Be Your Everything" e a música que gravaram com Taylor Swift, "Two Is Better Than One"! Confira nossa conversa e suas performances abaixo - além de um olá especial para os leitores da TWIST!


Post original.

*= "Quão vergonhoso".





TWIST: Vocês tiveram muito sucesso com seus dois primeiros álbuns. Depois vocês deram um tempo e trabalharam em seus projetos solos. Por que estão voltando agora?
Martin: Não foi muito um tempo pra trabalhar nos trabalhos solos. Nós fizemos um cd e o jogamos fora porque não parecia certo. Não era honesto com o que éramos como uma banda, musicalmente. Em 2010, tudo mudou e foi meio que orientando ao dançante no rádio e isso era intimidante para uma banda, ser pedido por músicas sem guitarra. É tipo, o que você faz para ser você mesmo mas ainda ser bom para o rádio? Então nós fizemos um álbum que meio que falhou. Quando o jogamos fora foi um pouco desencorajador, e nós decidimos tirar um ano de férias. Em um ano, tudo voltou ao normal e um cd com ótimas músicas se criou. Quando foi a hora de fazer o cd, eu voltei com os caras em LA. Todos ficamos na minha casa e trabalhamos. Demorou um pouco para ficar certo, mas acho que valeu a espera.

TWIST: Sairá nessa primavera, certo?
Martin: Sim, Outubro. Ainda não temos uma data específica.

TWIST: Como você pode comparar esse cd com os antigos?
Martin: Está um pouco mais dinâmico. É bem divertido e tem muita energia. Estamos muito animados em tocar as músicas ao vivo. É mais orgânico. É tipo uma virada de onde nós viemos. É intimidante em um clima musical que é todo feito em computadores para ser mais orgânico, com instrumentos reais de um álbum onde todos tocam suas partes. Estamos trazendo novos instrumentos, mandolins, músicas com piano. Tentamos fazer o melhor hibrido que pudéssemos do antigo Boys Like Girls e ter algo novo, fresco, legal.

TWIST: É verdade que a música country é uma influência para a banda?
Martin:Eu acho que as melhores músicas no rádio são as country. Acho que a história por trás é brilhante. A história e o conteúdo melódico na rádio country é bem forte. Acho que os escritores em Nashville são brilhantes. Puxamos muita inspiração disso.

TWIST: Existem artistas que vocês se espelham?
Paul: Eu gosto bastante de Tom Petty. Sempre gostei. Gosto de John Mayer. Nós tocamos no Jingle Ball alguns anos atrás e saímos com ele. Foi bem legal porque eu tenho todos os EPs e os discos dele. Sempre me espelhei nele porque ele é um músico maravilhoso.

TWIST: Podemos esperar uma turnê depois do álbum?
Martin: Vamos fazer uma turnê nessa primavera com o The All-American Rejects. Nos Estados Unidos. Estamos animados. Nós iremos para Nova York dia 21 de Setembro. Estaremos no Best Buy Theater.

TWIST: Vocês tem algum ritual pré-show quando estão em turnê?
Martin: Tentamos nos centrar como uma banda. Nos juntamos e fazemos um discurso. Nós meio que nos juntamos e rezamos um pouco.

TWIST: Quais são as suas músicas favoritas de tocar?
Paul: Minha favorita é "First Time". É cheia de energia e te leva junto. É divertida tocá-la. Eu amo.
Martin: Eu amo tocar "First Time" também. Também tem uma nova música chamada "Life Of The Party" que é bem legal. Acho que é importante quando você está tocando ao vivo que você toque o que os fãs querem ouvir, e tocar as músicas antigas. Acho que muitas bandas lançam cds novos e então não tocam o material antigo que os fãs amam e vão nos shows pra ver. Nós tentamos aproveitar as chances e dar a eles o que eles querem.

TWIST: Vocês já tocaram essas músicas tantas vezes. Como vocês as mantem frescas?
Paul: É diferente. Se eu escutasse nosso cd por uma hora toda noite, acho que eu me cansaria. Mas quando você está tocando, é um animal diferente toda noite. Você está num cõmodo diferente. Tudo soa um pouco diferente. Tem pessoas diferentes na audiência. Não é como tocar a mesma música toda noite. Para mim, para nós, nunca estou "Ah, eu não quero mais tocar essa música". Eu amo tocar "The Great Escape" toda noite. Eu amo tocar tudo que tocamos por anos.

TWIST: Vocês tem presentes legais que pessoas já jogaram no palco ou mandaram para vocês?
Martin: Eu amo quando fãs nos entregam scrapbooks. Nós temos alguns fãs que já foram a 60 ou 70 shows do Boys Like Girls, viajando milhares de quilometros para ver a banda. Eles tem grandes scrapbooks de todos os anos e nós os reconhecemos em todos os shows. Acho demais. É fofo quando eles nos fazem comida. São todos muito legais.

TWIST: Martin, você tem feito sessões de escrita com artistas como Taylor Swift e Hot Chelle Rae. Como seu trabalho com outros artistas afeta seu trabalho com a banda?
Martin: Eu acho que você leva algo único de cada sessão de escrita que faz. Para mim, é como uma lubrificação do cérebro. Eu não consigo escrever 200 músicas do Boys Like Girls por ano. Como inspiração, não encaixaria no nosso molde. É como flexar um músculo. É como ir à academia e malhar. Eu amo trabalhar com artistas diferentes e poder canalizar minha energia em um tipo de música diferente do que fazemos no Boys Like Girls.

Content Management Powered by CuteNews
Trabalho Atual


Lançamento: 11/12/2012
Último single: Be Your Everything

Tagboard


Apoio



TOPTVZ - videos e letras de músicas
© Boys Like Girls Brasil | boyslikegirls.com.br | boyslikegirlsbr.com | blgbr.com
2008-2013